Voz de Angola

Voz de Angola

Eduardo Futila é licenciado em Comunicação e Ciências Sociais é Administrador do Canal de Noticias Voz de Angola

Cel: +244930341639   eduardofutila@vozdeangola.com

Algumas dezenas de angolanos marcharam hoje, em Luanda, contra a violência e a "banalização da criminalidade" no país, pedindo medidas para inverter uma situação que consideram como "arrepiante, inconcebível e inadmissível".

O Tribunal Provincial de Luanda agendou para 06 de julho a leitura da sentença do julgamento dos jornalistas angolanos Rafael Marques e Mariano Brás, acusados de injúria e ultraje a órgão de soberania pelo ex-Procurador-Geral da República.

Sonangol, petrolífera estatal angolana, desafiou as empresas operadoras do setor a apresentarem propostas concretas que auxiliem as ações em curso para a produção de petróleo em Angola conhecer outros níveis.

O Sindicato dos Técnicos de Enfermagem de Luanda levantou hoje a greve que decorria desde segunda-feira, depois de alcançar acordo com o governo provincial, que prometeu resolver 90% das reivindicações, disse à agência Lusa fonte sindical.

Os albinos em Angola continuam a enfrentar "problemas e barreiras" que vão desde a dificuldade de inserção no emprego e no sistema de ensino, à falta de assistência social e medicamentosa, advertiu hoje uma associação angolana.

A greve de três dias dos funcionários públicos, convocada pela União dos Sindicatos de Cabinda (USCA), teve início hoje, quarta-feira, em toda a província, em solidariedade com seus colegas desactivados do Sistema Integrado de Gestão financeira do Estado (SIGFE).

Angola está com uma taxa de "desnutrição crónica" na ordem dos 38%, com metade das províncias do país em situação de "extrema gravidade de desnutrição", onde se destaca o Bié com 51%", anunciaram hoje as autoridades.

O Governo angolano está a avaliar, há algum tempo, a possibilidade de aumento do preço dos combustíveis, para responder à variação do câmbio ditada pelo mercado internacional.

A fraude, amiguismo e nepotispo para o ingresso numa universidade no país é um "mal que está generalizado", pelo que toda a sociedade deve estar envolvida no combate ao mesmo, para que a sociedade tenha um ensino de qualidade, apelou, hoje (quarta-feira), no Sumbe (Cuanza Sul), a ministra do Ensino Superior, Maria Bragança Sambo.

O Tribunal Constitucional deu um prazo de 90 dias ao Podemos - JA (Juntos por Angola), para completar o número de subscrições, para ser anotado como partido político e concluir o processo de legalização.