Voz de Angola - Voz de Angola
Voz de Angola

Voz de Angola

Manuel Eduardo Futila é jornalista licenciado em Comunicação e relações internacionais é editor da Voz de Angola

Tel: +244930341639   

eduardofutila@vozdeangola.com

 

A cantora angolana Nsoki Neto aposta fortemente na internacionalização da sua carreira musical. Fruto deste trabalho, a artista disponibilizou recentemente a música "Africa United" que faz parte do projecto internacional com o mesmo nome.

Comissário eleitoral atira-se contra o Galo Negro e promete cometer suicídio se o partido dos "maninhos" vencer as eleições marcadas para 23 de Agosto deste ano.

Agentes funerários de Luanda queixam-se de limitações à importação de urnas, mas também admitem uma quebra na procura de caixões, apesar de os preços praticados, que começam nos 10.000 kwanzas (menos de 55 euros).

Os telegramas da embaixada de Portugal em Luanda no dia 27 de maio de 1977 referem a interferência de tropas cubanas contra os "fracionistas" Nito Alves e José Van-Dúnen, acusados pelo regime de tentativa de golpe de Estado.

Um conjunto de 12 países vai a votos em 2017 e risco da região pode subir. Em Angola, fragmentação política é a principal incerteza das presidenciais.

Analista do Africa Monitor antecipa “processo muito delicado” na sucessão de Eduardo dos Santos.

O parlamento angolano aprovou hoje na generalidade, por unanimidade, um projeto de lei proposto pela UNITA, maior partido da oposição angolana, e uma proposta de lei, de iniciativa governamental, para a constituição das autarquias.

Pelo menos seis mortos é o balanço de um acidente ocorrido hoje na sequência da queda de um contentor de mercadorias sobre uma viatura de transporte informal de passageiros, ocorrido no município de Viana, arredores de Luanda.

O cabeça-de-lista do Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA) às eleições gerais de 23 de agosto, João Lourenço, prometeu hoje uma governação "transparente" e "menos burocrática", nomeadamente agilizando a concessão de vistos para turistas e investidores.

Burocracia, excessiva carga fiscal e falta de divisas foram algumas das preocupações apresentadas hoje pelos empresários angolanos num encontro com o cabeça-de-lista do Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA) às eleições gerais de 23 de agosto.