Voz de Angola - LUSA - Agência de Notícias de Portugal
LUSA  -  Agência de Notícias de Portugal

LUSA - Agência de Notícias de Portugal

A Lusa - Agência de Notícias de Portugal, S.A. é uma agência noticiosa portuguesa e a maior de língua portuguesa. Foi constituída a 28 de novembro de 1986, com a denominação de Agência Lusa 

Tel: (+351) 217116500; agencialusa@lusa.pt

O Executivo prevê, nos próximos meses, a convergência da taxa de câmbio prevalecente no mercado oficial e a do mercado paralelo e vê nessa convergência enormes vantagens para a economia nacional.

Os bispos católicos angolanos pediram hoje a implementação no país de "autarquias supramunicipais ou inframunicipais", exortando para o "respeito do princípio da igualdade e universalidade", porque "não se justificam que se façam autarquias nalguns municípios e noutros não".

O líder da UNITA, maior partido da oposição angolana, defendeu hoje que a data para as primeiras eleições autárquicas deve ficar definida no Conselho da República, que se realiza na quinta-feira em Luanda.

A consultora BMI Research considerou hoje que o défice orçamental de Angola vai melhorar para 2,9% este ano e 2% em 2019 devido à recuperação dos preços do petróleo, acima do previsto no Orçamento.

A empresa angolana UNITEL, em que a empresária Isabel dos Santos detém uma participação de 25%, foi escolhida para a quarta licença de operadora de rede móvel da Zâmbia, investindo 350 milhões de dólares (285 milhões de euros).

A Agência Internacional de Energia (AIE) considera que a produção petrolífera de Angola "arrasta-se em África" e terá a maior queda até 2023 a seguir à Venezuela, descendo 370 mil barris por dia (21,8%), para 1,29 milhões.

Os ex-trabalhadores da Casa de Segurança do Presidente de Angola denunciaram hoje ter sido expulsos do local, em Luanda, onde realizaram uma marcha pacífica para exigir o pagamento de indemnizações em atraso, por intervenção da polícia.

O Governo da China procedeu hoje à entrega de uma doação de equipamento e material hospitalar a Angola, no valor de cerca de 800 mil dólares (650.362 euros), que visa a melhoria das condições médicas no país.

A Empresa Pública de Telecomunicações de Angola (Angola-Telecom) quer resgatar cerca de 150.000 clientes, que nos últimos sete anos deixaram de usar a rede fixa, anunciou hoje a administração, que atualmente tem apenas 50.000 clientes ativos.

A petrolífera estatal angolana Sonangol defende o aumento dos combustíveis, um pedido que já foi antes formulado ao Estado, disse hoje em Luanda, o presidente do Conselho da Administração da empresa.

Página 1 de 20