Voz de Angola - LUSA - Agência de Notícias de Portugal
LUSA  -  Agência de Notícias de Portugal

LUSA - Agência de Notícias de Portugal

A Lusa - Agência de Notícias de Portugal, S.A. é uma agência noticiosa portuguesa e a maior de língua portuguesa. Foi constituída a 28 de novembro de 1986, com a denominação de Agência Lusa 

Tel: (+351) 217116500; agencialusa@lusa.pt

O MPLA apontou hoje obstruções ao processo de transição política em Angola, defendendo que a presença regular de Isabel dos Santos, filha do ex-chefe de Estado e presidente do partido, José Eduardo dos Santos, na sede nacional é normal.

A produção petrolífera angolana regressou às quedas em janeiro, reduzindo-se em 10.900 barris diários e distanciando-se da líder Nigéria, que iniciou 2018 no topo dos produtores africanos, segundo a OPEP.

Angola vai passar a contar este ano com uma sala de mediação de conflitos comerciais nos tribunais, anunciou hoje, em Luanda, o ministro da Justiça e dos Direitos Humanos.

As administrações municipais angolanas vão passar a gerir 70% do Imposto sobre o Rendimento do Trabalho (IRT) e outros impostos arrecadados nas respetivas circunscrições, no âmbito da reorganização do Sistema de Gestão das Finanças, a nível local.

O Ministério da Educação de Angola reconhece que vai ter de continuar a recorrer à cooperação estrangeira especializada para colmatar as lacunas no ensino do português e matemática, apesar da contratação de 20.000 professores.

Dezenas de casas inundadas, ruas intransitáveis, viaturas danificadas e queda de árvores é o balanço provisório das fortes chuvas que se abateram durante a madrugada desta quarta-feira sobre Luanda, informaram hoje as autoridades.

O parlamento angolano quer ver o orçamento com a Educação em 2018 aumentar o equivalente a 46.458 milhões de kwanzas (178 milhões de euros) e a contratação pelo Estado de 20.000 novos professores para o ensino geral.

Jacob Zuma recebeu ordem de demissão do Congresso Nacional Africano, o partido no poder

O chefe da diplomacia angolana pediu hoje aos recém-nomeados embaixadores de Angola na Europa, África, Ásia e organizações internacionais, que hoje começaram a receber formação, ajuda para melhorar a imagem do país no exterior e captar investimento estrangeiro.

A contratação de 4.000 novos professores e a construção de 300 novas salas de aulas vai permitir a entrada de cerca de mais de 50.000 alunos para o sistema de ensino, anunciou hoje o diretor da Educação de Luanda.