Voz de Angola - LUSA - Agência de Notícias de Portugal
LUSA  -  Agência de Notícias de Portugal

LUSA - Agência de Notícias de Portugal

A Lusa - Agência de Notícias de Portugal, S.A. é uma agência noticiosa portuguesa e a maior de língua portuguesa. Foi constituída a 28 de novembro de 1986, com a denominação de Agência Lusa 

Tel: (+351) 217116500; agencialusa@lusa.pt

Depois de em 2012 ter prometido fazer Angola “crescer mais, para distribuir melhor”, o MPLA regressa após 5 anos de governação dos cerca de 42 anos que já tem nos ombros, com o crescimento transformado em recessão económica e com a grande promessa desta vez de “melhorar o que está bem e corrigir o que está mal”.

Por Reginaldo Silva | RA

O presidente da Comissão Nacional Eleitoral (CNE) de Angola disse, em Luanda, que levou em consideração as recomendações dos partidos políticos para se cumprirem as leis, com vista a realização de eleições "pacíficas e transparentes".

Partidos políticos angolanos da oposição reafirmaram hoje ter sido ilegal a contratação de duas empresas, uma portuguesa e outra espanhola, pela Comissão Nacional Eleitoral (CNE), para apoio tecnológico e material às eleições gerais de agosto.

O MPLA, partido no poder em Angola, apresenta publicamente nessa quarta-feira, no Centro de Conferências de Belas, em Luanda, o seu Programa de Governo para o período 2017/2022, no âmbito das Eleições Gerais de 23 de Agosto próximo.

Em causa a utilização da palavra bank, reservada apenas a entidades habilitadas pelo Banco Nacional de Angola como instituições financeiras. O regulador define, como capital mínimo para os bancos, 25 milhões USD, cerca de duas mil vezes mais do que os 12 mil USD de capital social do Natrabank.

Coligação deverá aprovar lista de Candidatos na Sexta-feira, 12, com a formalização de candidatura ao Tribunal Constitucional prevista para o mesmo dia

O grupo Efacec, que é controlado pela angolana Isabel dos Santos desde o final de 2015, fechou o último exercício com uma facturação de 431,5 milhões de euros, mais 15,5 milhões do que no ano anterior, e lucros de 4,3 milhões de euros. Foram os seus primeiros resultados positivos desde 2012.

A economia angolana deverá recuperar da estagnação do ano passado e crescer 1,3% este ano e 1,5% em 2018, segundo o FMI, que atribui este crescimento ao aumentao da despesa pública em ano de eleições.

A oposição angolana acusou hoje a Comissão Nacional Eleitoral (CNE) de escolher "ilegalmente" as "mesmas" empresas, de Portugal e Espanha, "que participaram nas fraudes de 2008 e 2012" para a assessoria tecnológica das eleições gerais de 23 de agosto.

A postura dos Órgãos de Comunicação Social durante as eleições foi o tema analisado pelos ouvintes, na Rádio Despertar, na manhã de quinta-feira, 05 de Maio de 2017, tendo apelado para uma posição de imparcialidade dos órgãos, antes, durante e depois das eleições.