Canal Voz de Angola - Trabalhadores de Soares da Costa preparam protesto para a visita João Lourenço a Portugal

Trabalhadores de Soares da Costa preparam protesto para a visita João Lourenço a Portugal

A construtora tem retidos em Angola, segundo a administração, 15 milhões de euros que não consegue transferir

Os trabalhadores da Soares da Costa (SdC) estão a preparar uma ação de protesto por altura da visita a Lisboa do Presidente angolano, João Lourenço, nos dias 23 e 24 de novembro, apurou o Expresso junto de fonte sindical.

Em causa a transferência para Portugal de 15 milhões de euros que serviriam para pagar os salários em atraso e que, segundo a administração da construtora, se encontram retidos nos bancos angolanos.

Na próxima semana, entretanto, uma outra ação de luta está agendada para a véspera da manifestação nacional na CGTP, no dia 15 em Lisboa.

A Comissão de Trabalhadores (CT) não confirma estas duas ações e reconhece que há uma divisão entre o operariado e o restante pessoal da empresa, que terá despertado mais tarde o drama dos salários em atraso. A situação "arrasta-se há três anos, tornou-se insustentável. Nem num país do terceiro mundo isto se admite", diz José Martins, coordenador da CT.

DIPLOMACIA FALHA, TRANSFERÊNCIA BLOQUEADA

A construtora deve mais de 10 milhões de euros a um universo de 1200 trabalhadores e, segundo o Plano Especialização de Revitalização (PER) aprovado pelo credores em fevereiro, deveria começar em setembro a pagar os salários em atraso.

Na última reunião de conciliação no Ministério do Trabalho com a CT, Joaquim Fitas, presidente e acionista da SdC, justificou o incumprimento com a impossibilidade da transferência de dinheiro de Luanda, apesar da diligências realizadas em Luanda junto da Casa Civil da Presidência e do Ministério das Finanças.

Nesse âmbito, Joaquim Fitas acentuou à CT "a importância da visita do Presidente João Lourenço" a Lisboa, permitindo à "diplomacia portuguesa interceder junto do poder político angolano" para autorizar a transferência dos 15 milhões.

Nessa reunião, o presidente da SdC reiterou o empenho "de recuperar a empresa, evitar a insolvência" e de pagar toda a dívida aos trabalhadores.

 

Rate this item
(0 votes)
Last modified on Sexta, 09 Novembro 2018 10:43
. .
.
.