Canal Voz de Angola - Ricky Martin: “Perdi muita energia a tentar manipular a minha sexualidade”

Ricky Martin: “Perdi muita energia a tentar manipular a minha sexualidade”

Ricky Martin concedeu uma entrevista à revista “Gay Times” em que explica como a série “American Crime Story: O Assassinato de Gianni Versace” o fez recordar a forma como escondeu a homossexualidade.

O cantor porto-riquenho, que recentemente deu vida a Antonio D’Amico, namorado do estilista Gianni Versace aquando do seu assassinato, deu uma entrevista intimista e revelou alguns pormenores da sua vida privada. Além de ter contado que conheceu o marido através do Instagram, falou da homofobia retratada na série e das dificuldades que teve em assumir-se como homossexual.

“Dediquei-me por completo à minha carreira. Não abri a porta a novas relações. E não falo de relações românticas, estou a falar de qualquer relação, porque não queria que as pessoas me conhecessem demasiado”, conta à publicação britânica. “Nem sequer me sentava a falar com produtores incríveis ou com grandes realizadores de cinema porque temia que se passassem mais de duas horas comigo conheceriam a minha natureza. Perdi muita energia a tentar manipular a minha sexualidade”, acrescenta.

Ricky Martin, de 46 anos, recorda que a discriminação sentida no passado era “muito dura” e que as inseguranças que sentia acabavam por passar para os homens com quem se começou a conseguir relacionar: “Tinha relações com outros homens que estavam no armário e tinha outras relações com homens que não estavam, mas que por mim voltaram ao armário. A série sobre Versace fez-me recordar tudo o que fiz para ocultar a minha homossexualidade.”

O músico é da opinião de que “o que matou Versace foi a homofobia” e teme que a história se possa vir a repetir no futuro. “O que está em causa não é a forma como ele morreu, é a forma como se permitiu que isso acontecesse. Na década de 1990 – e temos de ter cuidado porque a história tende a repetir-se – Gianni Versace foi assassinado por um homem que estava na lista dos mais procurados do FBI. Esse homem vivia em Miami mas como era um homem gay que matava outros homossexuais toda a gente ignorou. Isso é que me deixa furioso”, conclui.

A série “American Crime Story: O Assassinato de Gianni Versace” conta o episódio da morte do estilista italiano mas centra-se, sobretudo, na história de Andrew Cunanan. Além de matar Versace à porta de casa, a 15 de julho de 1997, o assassino em série tirou a vida a outras quatro pessoas no mesmo ano. Em Portugal, a série foi emitida na Fox Life, tendo o último episódio sido emitido na passada quinta-feira, dia 22 de março.

Rate this item
(0 votes)
Voz de Angola

Manuel Eduardo Futila é jornalista licenciado em Comunicação e relações internacionais é editor da Voz de Angola

Tel: +244930341639   

eduardofutila@vozdeangola.com

 

. .
.
.