FAA quer acabar o ingresso de jovens como mero emprego naquela instituição

O comandante da Região Militar Leste (RML),Tenente-general, João Serafim Kiteculo, afirmou neste domingo, na cidade do Luena, que a sua sua região pretendem acabar com o ingresso de jovens nas Forças Armadas Angolanas (FAA), como mero emprego.

O oficial general que discursava no acto de encerramento da XVII reunião de balanço do ano de instrução 2017/2018, defende que só podem ser admitidos nas fileiras das FAA, os jovens que demonstrem ser bons cidadãos e com uma conduta irrepreensível, apelando por isso, aos responsáveis dos distritos de recrutamento e mobilização, a serem mais prudentes na selecção dos processos de recrutamento e incorporação.

Por outro lado, Serafim Kiteculo, apelou para o envolvimento dos comandantes das unidades e sub-unidades no acompanhamento das tropas em actividades técnicas, recreativas e culturais, para melhor das Forças armadas.

Reiterou a ideia de intensificar as actividades agro-pecuárias nas unidades e subunidades afectas a região militar, a fim de melhorar a dieta alimentar das tropas, numa acção que deve envolver todo o seu efectivo.

O encontro recomendou aos participantes a elevarem os níveis de disciplina, promoção dos valores e virtudes militares, o combate ao analfabetismo no seio das tropas, assim como aumentar o número de médicos e enfermeiros nas suas unidades e sub-unidades, para garantir a saúde das tropas.

Durante dois dias, os participantes passaram em revista sobre a situação operativa da região, tendo sido igualmente analisado o grau de cumprimento do plano de educação patriótica e o estado psico-moral das tropas.

Rate this item
(0 votes)
. .
.
.