Adalberto da Costa Júnior foi eleito hoje (sexta-feira) presidente da UNITA, durante o XIII congresso ordinário deste partido político.

O presidente da UNITA, Isaías Samakuva, que deixa a liderança do principal partido da oposição em Angola após a eleição do seu sucessor, em novembro, anunciou que vai continuar na política e regressar ao parlamento, admitindo candidatar-se nas autárquicas.

O general Abílio Kamalata Numa, segundo dirigente da UNITA a formalizar a candidatura à liderança do principal partido da oposição em Angola, defendeu hoje ser o candidato "mais bem preparado" e o que melhor representa "os militantes sem voz".

Quatro militantes formalizaram, hoje (segunda-feira), as suas candidaturas para o cargo de presidente do partido UNITA entregando a documentação junto da comissão de mandatos do próximo congresso.

O porta-voz e deputado da UNITA, Alcides Sakala Simões, formalizou hoje a sua candidatura à liderança do maior partido da oposição angolana, defendendo que a formação política está pronta para governar e quer “aprofundar a democracia”.

Página 1 de 3