Isabel dos Santos muda-se para o Dubai e assume cidadania russa

Isabel dos Santos diz que acredita no seu país, mas é fora dele que está a resguardar a sua fortuna. A empresária mudou de residência para o Dubai e passou a assumir cidadania russa, segundos os documentos depositados no registo comercial de Malta a que o Expresso teve acesso.

O Dubai é um dos mais conhecidos paraísos fiscais do mundo, não taxando os rendimentos dos cidadãos nem os das empresas (o que é compensado por uma forte taxação do petróleo). Em outubro, após algumas alterações legais, os Emirados Árabes Unidos, dos quais o Dubai faz parte, deixaram de constar da lista negra criada pela União Europeia em 2017.​

É sobretudo a partir da Holanda e de Malta que Isabel dos Santos controla as suas participações em Portugal, avaliadas em mais de €1,5 mil milhões. A Efacec, controlada pela maltesa Winterfell, é um desses ativos.

Através da estrutura empresarial da Holanda, Isabel dos Santos tem uma posição indireta de 6% na Galp, que vale, à cotação atual, cerca de €760 milhões. ​

Outro importante e rentável ativo de Isabel dos Santos em Portugal é a posição que tem na NOS. Os 26% da empresária na NOS valem atualmente €650 milhões.

A empresária angolana tem ainda 42,5% do banco EuroBic (25% por via da portuguesa Santoro Financial Holding e 17,5% pela maltesa Finisantoro).​

A mulher mais rica de África, recorde-se, está envolvida num processo judicial que lhe arrestou bens, contas bancárias e participações em empresas. A empresária está acusada de ter lesado o Estado angolano em 1,13 mil milhões de dólares.

O Tribunal Provincial de Luanda acusa ainda a empresária, que tem mãe russa, de ter tentado transferir €10 milhões para a Rússia, através do general Leopoldino Nascimento.

Na decisão que determinou o arresto dos seus bens pode ler-se que a empresária e o marido estão ausentes de Angola e “a residir entre Lisboa e o Reino Unido”.

Rate this item
(0 votes)
Last modified on Sábado, 04 Janeiro 2020 12:15
. .
.
.