Golfe: João Lourenço abre "Presidential Golf Day" com tacada rasteira

Com uma tacada rente ao relvado, o Presidente da República, João Lourenço, abriu o torneio internacional de Golfe que se disputa este sábado, no Campo dos Mangais, Barra do Kwanza.

Segurando o taco com as duas mãos, o Chefe de Estado bateu na bola meio em força que percorreu o espaço em direcção ao buraco -1, abrindo o evento ímpar no país, enquadrado no “Fórum Mundial do Turismo”, a realizar-se de 23 a 25 deste mês, em Luanda.

A prova conta com a participação de mais de 50 atletas em representação dos países da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC), Reino Unido, Japão e Turquia.

Além da componente desportiva, Angola busca, com o "Presidential Golf Day" , a interacção entre homens de negócios visando parcerias no âmbito do programa do Executivo de diversificação da economia nacional.

Após a abertura da campetição, João Lourenço, acompanhado da Primeira-dama, Ana Dias Lourenço, da Ministra da Juventude e Desportos, Ana Paula do Sacramento Neto, e do Turismo, Ângela Bragança, inaugurou a escola de equitação do clube Mangais.

João Lourenço considera momento ideal para se investir em Angola

O Presidente da República, João Lourenço, considerou hoje, no campo do Mangais, ser este o momento ideal para se investir em Angola.

Em declarações à imprensa, à margem da abertura do torneio “Presidential Golf Day”, disse estar criado o ambiente propício para se investir nos mais variados domínios, prometendo vantagens aos primeiros investidores.

Acredita que o desporto, mormente o golfe, é um grande embaixador, por estar muito ligado ao sector do turismo.

O Presidente acredita que o evento pode ser o ponto de partida para os turistas que visitarem Angola.

João Lourenço declarou, por outro lado, que o concurso para a construção da marginal da Corimba foi anulado por razões de peso, mas a obra vai ser feita, independentemente dos construtores.

Informou que o país está a trabalhar com instituições internacionais para o arranque do projecto okavango-zambeze e que proximamente terá a visibilidade desejada.

Espera que o okavango-zambeze venha a ser o principal projecto turístico do país, pela sua dimensão e potencialidade.

Questionado sobre a ausência da deputada Tchizé dos Santos no parlamento, o Chefe de Estado respondeu que o caso deve ser respondido pelo Presidente da Assembleia Nacional.

Ainda na manhã deste sábado, o Presidente da República reuniu-se com os presidentes dos fóruns mundial e africano do turismo, respectivamente, Bulut Baggi e Danilo Nhantumbo.

Rate this item
(0 votes)
Last modified on Sábado, 18 Maio 2019 19:26
. .
.
.