MPLA analisa documentos do Congresso da JMPLA

O Bureau Político do MPLA apreciou, nesta quarta-feira, os documentos a serem submetidos ao 8ª Congresso Ordinário da JMPLA, braço juvenil deste partido, a decorrer de 10 a 12 de Outubro deste ano, em Luanda.

Segundo o comunicado final da 3ª Reunião Ordinária orientada pelo Presidente do MPLA, João Lourenço, o Congresso vai adequar a organização às transformações políticas, sociais e económicas em curso no país.

Na reunião desta quarta-feira, o Bureau Político aprovou as candidaturas ao cargo de primeiro secretário nacional da JMPLA.

No documento, a que a ANGOP teve acesso, os participantes encorajam a comissão preparatória a prosseguir com os trabalhos para a “realização exitosa” do congresso ordinário da JMPLA.

Os membros do Bureau Político do partido no poder em Angola felicitaram a realização do 2º Colóquio Internacional sobre a História do MPLA, a decorrer de 4 a 6 de Dezembro deste ano, em Luanda.

O encontro visa realçar a trajectória de luta e de vitória do partido que conduziu Angola à independência.

A reunião, que decorreu na sede nacional do MPLA, aprovou o plano de actividades e de eventos para o ano 2020, visando vencer o desafio de melhorar o que está bem e corrigir o que está mal.

Recomendou que seja feita uma análise exaustiva a situação da seca no sul do país e que esse tema seja submetido à discussão na próxima sessão ordinária do Comité Central do MPLA.

Na mesma sessão foi aprovada a nomeação de Anabela dos Santos Dinis para as funções de directora do Gabinete de Cidadania e Sociedade Civil.

A reunião anuiu sobre a suspensão da filiação e interrupção do mandato de Victória da Silva Izata como membro do Comité Central do MPLA, por ter sido designada juíza conselheira do Tribunal Supremo.

O Bureau Político encorajou o Executivo liderado pelo Presidente da República, João Lourenço, a prosseguir com as políticas públicas para ultrapassar a crise económico-financeira que assola Angola e os angolanos.

Rate this item
(0 votes)
. .
.
.