Luaty denuncia Angola ao “abandono” com vídeo de grávida a dar à luz na rua

O músico e activista político angolano Luaty Beirão critica os responsáveis do poder, no seu país, com a divulgação de um vídeo que mostra uma mulher grávida a dar à luz no meio da rua porque a maternidade se terá recusado a atendê-la.

Através do seu perfil do Facebook, Luaty Beirão partilha o vídeo onde se pode ver um grupo de mulheres a taparem a grávida que estará a ter o filho em plena rua, “em frente à maternidade que recusou atendê-la, no meio de uma estrada de terra batida”, conforme relata o activista.

Luaty Beirão critica “o descaso e o abandono total do povo”, notando que a situação actual do país “é de revolver as tripas a qualquer divindade” e referindo “a realeza que se enriqueceu à custa do erário público, com o nobre propósito de se criar uma burguesia nacional”.

O músico diz, por fim, que tentou carregar também, sem êxito, o vídeo em que o filho do Presidente de Angola, Eduane Danilo dos Santos, arremata um relógio (ou “quadros” de um fotógrafo) num leilão, em Cannes, França, por 500 mil euros, “para que os contrastes estivessem disponíveis lado a lado”.

Este caso de Eduane deu muito que falar, com muitas críticas nas redes sociais, numa altura em que a saúde de José Eduardo dos Santos causa preocupação e quando a contestação em Angola parece estar a subir de tom.

Luaty Beirão, que esteve na 43ª Feira do Livro do Funchal, na Madeira, neste fim-de-semana, diz que os angolanos “começam a falar mais e a protestar mais, ainda que seja em espaços reduzidos, como as redes sociais”, cita o Diário de Notícias da Madeira.

O activista esteve no arquipélago a apresentar o seu livro “Sou Eu Mais Livre, Então” que escreveu enquanto esteve preso, em Angola, em 2015

Rate this item
(0 votes)
Last modified on Segunda, 29 Maio 2017 15:54
. .
.
.