Voz de Angola

Voz de Angola

Sou jornalista angolano apaixonado pela política, atualmente trabalhando como editor e Colunista do Jornal Digital Voz de Angola desde janeiro de 2018, escreve sobre os artigos da economia e da politica em geral.

vozdeangola1@gmail.com  Tel: (+244) 953754894

A Câmara Municipal de Lisboa vai apreciar na quinta-feira, em reunião privada do executivo, a atribuição da chave da cidade ao Presidente de Angola, João Lourenço, por altura da visita de três dias que fará a Portugal.

A Assembleia Nacional angolana aprovou hoje, na generalidade, com abstenção da oposição, o Orçamento Geral do Estado (OGE) para 2019, estimado em 11,3 biliões de kwanzas (32,3 mil milhões de euros), um aumento de 17,1% relativamente a 2018.

O ministro das Relações Exteriores de Angola esclareceu hoje perante as Nações Unidas, em Genebra, as medidas tomadas recentemente pelo executivo angolano, "que visam impedir a continuação de práticas que têm lesado profundamente" o país no quadro da Operação Transparência.

O líder da bancada parlamentar da UNITA acusou hoje o Governo angolano de ter copiado parte da proposta apresentada no ano passado pelo maior partido da oposição angolana sobre o repatriamento coercivo de bens.

O ministro da Comunicação Social angolano afirmou hoje que, tendo como pano de fundo as chamadas "fake news", "parece estranho discutir o tema ‘boas notícias'", sendo esse um desafio da comunicação social no mundo e também em Angola.

O ministro de Estado e do Desenvolvimento Económico e Social angolano destacou hoje as reformas em curso em Angola, que estão a trazer "maior credibilidade" ao país, o que irá facilitar o desenvolvimento económico e social.

Angola e a Total inauguraram hoje a prospeção de um novo campo petrolífero em águas ultra profundas operado pela petrolífera francesa, dando um novo impulso para a recuperação da economia angolana.

O Presidente da republica João Lourenço condecorou hoje 72 personalidades civis e militares, entre elas o histórico nacionalista Viriato da Cruz, no quadro das cerimónias do 43.º aniversário da independência de Angola (11 de novembro de 1975), que se celebra domingo.

A construção da Refinaria de Cabinda, que deverá ter uma capacidade diária de produção de 60 mil barris de petróleo bruto diária, foi adjudicada ao consórcio United Shine, em parceria com a Sonangol Refinação - Sonaref.

A construtora tem retidos em Angola, segundo a administração, 15 milhões de euros que não consegue transferir