O Ministério do Interior angolano anunciou hoje que instaurou um "rigoroso inquérito" aos acontecimentos registadas quinta-feira em Luanda, com alterações à ordem pública e violência contra a polícia, após a morte suspeita de um cidadão.

Familiares de um cidadão angolano, vítima de morte súbita, colocaram o caixão com o cadáver dentro de uma esquadra, responsabilizando as autoridades pela sua morte o que desencadeou uma carga sobre os manifestantes, disse hoje a polícia.

Um tumulto entre populares e efectivos da Policia Nacional ocorrido esta quinta-feira, no distrito urbano do Sambizanga, em Luanda, resultou no ferimento de cinco agentes, dos quais um em estado grave.

O Serviço de Migração e Estrangeiros (SME) passará a emitir, dentro de três meses, em todo o país, o passaporte electrónico, informou nesta quinta-feira, em Luanda, o director-geral da instituição, Gil Famoso.

A Universidade Federal de Sergipe (UFS) no Brasil informou que a professora Daniela Pinheiro Bitencurti Ruiz Esparza, morreu nesta quinta-feira (27), em Luanda, capital de Angola, com suspeita de malária. A docente estava de férias em Angola.