Kwanza voltou hoje a desvalorizar depois de anunciada liberalização do câmbio

A moeda angolana voltou hoje a desvalorizar e transacionava hoje em 455,21 kwanzas face ao dólar, um dia depois do anúncio da liberalização da taxa de câmbio, segundo os dados oficiais divulgados pelo Banco Nacional de Angola (BNA).

O kwanza volta assim a perder valor, acumulando uma desvalorização de cerca de 20% desde o início do mês, quando o valor médio a 01 de outubro era de 378,11 kwanzas/dólar. Na passada quinta-feira, as transações valiam 442,57 kwanzas/dólar.

No mercado paralelo, o euro e o dólar estão a ser vendidos ao preço mais alto de sempre, com o euro a transacionar nos 660 kwanza, em média, e o dólar nos 620, segundo os sites Kinguila Hoje e Angola Forex.

O BNA anunciou na quarta-feira uma série de medidas tomadas na reunião extraordinária do Comité de Política Monetária, entre as quais o fim da margem de 2% sobre a taxa de câmbio de referência que era praticada pelos bancos comerciais na comercialização de moeda estrangeira no mercado interbancário e aos clientes.

No início do ano, o BNA tinha já retirado o limite de 2% imposto aos bancos no leilão de divisas e elimina agora a margem de 2% que os bancos podem aplicar, esperando encontrar um equilíbrio cambial até ao final do ano.

O comité de política monetária do BNA decidiu também manter inalterada a taxa de juro nos 15,5% e ajustou de 17% para 22% o coeficiente de reservas obrigatórias para moeda nacional.

Decidiu também flexibilizar os limites aplicáveis aos diversos instrumentos de pagamento para importação de mercadorias.

O limite máximo para pagamentos antecipados passa de 25 mil euros para 50.000 dólares (cerca de 45 mil euros) por operação, sem limites máximos anuais, enquanto o limite máximo para pagamentos na forma de remessas documentárias passa de 50.000 euros para 200.000 dólares por operação.

São também eliminados os limites em vigor para pagamentos na forma de cobranças documentárias e crédito documentário de importação e estabelecido um valor máximo anual de 120 mil dólares para operações cambiais privadas.

Rate this item
(0 votes)
. .
.
.