Voz de Angola

Voz de Angola

Sou jornalista angolano apaixonado pela política, atualmente trabalhando como editor e Colunista do Jornal Digital Voz de Angola desde janeiro de 2018, escreve sobre os artigos da economia e da politica em geral.

[email protected]  Tel: (+244) 953754894

O governador do Uíje e antigo governador de Luanda, dirigente do Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA), Luther Rescova, morreu hoje aos 40 anos de idade, vítima de doença.

Os 27 deverão aprovar esta terça-feira a lista de 15 países aos quais a União Europeia poderá começar a abrir as fronteiras externas a partir de 1 de julho. Não há, para já, nenhum país de língua oficial portuguesa incluído. Estados Unidos ficam de fora. China está dentro, mas com condições

Foi José Eduardo dos Santos que convenceu a direcção soviética de que a estabilidade de Agostinho Neto era melhor para a URSS do que a confusão que seria inevitável se Nito Alves tivesse êxito.

O porta-voz da Associação das Instituições do Ensino Superior de Angola (AIESPA) esclareceu hoje, em Luanda, que os estudantes que pagarem na totalidade a propina do mês de Abril já não vão ser obrigados a pagar o mês de Janeiro, altura que termina o ano académico.

O Governo angolano determina a cobrança de até 60% do valor da propina mensal nas instituições privadas de ensino, enquanto durar o estado de emergência devido à covid-19, sendo que as escolas comparticipadas devem cobrar até 25%.

A Winterfell, empresa de Isabel dos Santos que controla a Efacec, acusou hoje a justiça angolana de provocar "danos injustificáveis" às empresas portuguesas e estar a usar indevidamente a justiça em Portugal para "fins não legais e desproporcionais".

A África Subsaariana não tem estado no topo da agenda internacional dos Estados Unidos. E o desinteresse agravou-se com o fim da Guerra Fria e da URSS e, mais proximamente, com a entrada da Administração Trump. Mas a recente visita do Secretário de Estado Mike Pompeo a Dakar, Luanda e Adis Abeba pode estar a mudar as coisas.

Empresária avisa que o congelamento das suas contas em Portugal a vai impedir de pagar salários e a fornecedores e também de cumprir as suas obrigações junto do Fisco e da Segurança Social.
Isabel dos Santos acusa justiça portuguesa de agir sem fundamento

Fernando Pacheco, uma das maiores autoridades políticas e intelectuais de Angola, membro do Conselho da República, defende um perdão judicial para pessoas que estejam envolvidas em casos de corrupção e colaborem com o Estado

Portugal recebeu cartas rogatórias para constituir arguidos sócios da empresária. Angola não sabe dela

Página 1 de 84