O fim da Picada, do estribilho e da metáfora, marxistas, do general João Lourenço, rodeado pelos Americanos

Post by: 24 Fevereiro, 2021

Ao longo, de pelo menos 15 anos, a fio, que me dedico, a vigiar ditadores ao redor do mundo, nunca reparei, um presidente, de qualquer país, dos habituais líderes corruptos, africanos, asiáticos ou Latino Americanos, regiões aonde mora o terceiro mundo, a ver ele próprio, ou membros séniores, do seu regime, a serem massivamente investigados, tal como ocorre, presentemente, aqui nos EUA, com o regime do ditador Angolano João Manuel Gonçalves Lourenço (JLO).

No continente negro, em particular, o ditador, da Guine Equatorial, Teodoro Obiang N,guema M,basogo, que está a mais de 40 anos no poder, continua a lavar dinheiro (dólares Norte Americanos) que se farta, nos países Ocidentais incluindo nos EUA e França, onde o seu filho, e, seu vice-presidente, Teodorin Obiang N,guema faz das suas, porém, sem que haja algum cidadão  corajoso, daquele pais, haja denuncia-los publicamente, aqui no Ocidente, ou pela descrição dos Ocidentais, sabe Deus, quando os N,Guemas também lhes poderiam cair em cima.

Porém, ao que se desenha, parecer uma eminente queda, do ditador Angolano, João Manuel Gonçalves Lourenço, de cuja as investigações, por conta da lavagem, dos dólares Norte Americanos, ou criação, de uma associação de malfeitores, aqui nos EUA, com vista defraudar o governo dos EUA, os procuradores do Departamento de justiça dos EUA, parece haverem posto pé no acelerador, com vista a se chegar à verdade.

Tais investigações, fazem lembrar os tempos, em que o ex-ditador, panamenho, finado, Manuel António Noriega, viu os Marines Norte Americanos, a invadirem o seu Palácio, no Panamá City, e, logo imediatamente capturado, pelas mesmas razões, em relação a família Lourenço, que ao que parece, em breve cairá na desgraça em Luanda.

JLO, na verdade, só está sendo perseguido, por essa sua eminente desgraça, em parte por causa de uma copiosa ingratidão, ao perseguir à toa, um velho matreiro político como José Eduardo dos Santos (JES), de cujo o sistema corrupto da governação JLO fez parte.

Durante os 38 anos, do consulado de JES, o ancião, vendeu o crude angolano, por mais de US100, por barril, tendo acumulado, rios e rios de dólares Norte Americanos, pelo mundo fora, etc., tendo por essa razão, criado um mar de contados, cá fora, particularmente no Ocidente, em detrimento de um JLO, que lhe deixaram, com as portas do palácio da Cidade Alta verdadeiramente escancaradas, e logo os cofres vazios.

Logo, o aventureiro do ditador, aprendiz de JLO, despido de contactos cá fora, “onde é um ilustre desconhecido”, de cuja a agenda só, ao que parece, apenas ter o # do telefone do "Filipe Niusy, de Moçambique”, e pouco mais do que isso, o general trungungueiro de Luanda, ficou ultrapassado, por um Santos, que enriqueceu, muita gente pelo mundo, fora, aquando do seu longo consulado de mais dos mais de 38 anos a fio, no poder em Luanda etc.etc.

Um velho Santos, cheio de diversificados contactos, cá fora, com sua agenda, certamente, tão cheia deles, que se calhar já nem espaço tem, com #s dos telefones de gente importante, incluindo o do Sr Putin, da Rússia, entre outros grandes, que se calhar juntos, já teriam feito a cama, de JLO, sua mulher Ana, daquele mambo, e sua filha Cristina.

Mas, a família Lourenço, e associados, só vão agora, ao que tudo indica, cair na desgraça, em parte também, porque aqui nos EUA, no Salão Oval, no West wing, na Casa Branca, em Washington DC, a mais de 200 anos, da história dos EUA, que nunca foi eleito, um político tão típico, natural, líder profundamente humano, um homem com uma extraordinária capacidade de liderança, verdadeiramente incomensurável, e que reconhece, ou costuma ter o hábito, de reconhecer o facto de que todos, ou todo o ser humano, veio da África, e que, como consequência, o presidente Biden, tem frequentemente, reconhecido  publicamente, de que a nossa África, representa o verdadeiro berço da humanidade.

O actual, presidente dos EUA, é um branco, do restrito número da sua raça, no nosso planeta, que ama os negros, e, ao longo, da sua larguíssima carreira política, que começa aos 27 anos de idade, a servir o seu país, no congresso dos EUA.

Passando, pelo vice-presidente, dos EUA, com o presidente Obama, por mais de 8 anos consecutivos, Joé, nunca escondeu o seu amor, pelos Africanos, que o diga a ex-mulher, do finado, líder Sul Africano, Nelson Mandela, que um dia como hoje, teria sido abertamente, apoiada, aqui nos EUA, pelos Biden, aquando do lançamento, da campanha internacional, que visava, a libertação de Mandela, pelo regime hediondo, do apartheid da África do Sul.

 quando Joe, um dia como hoje, bateu o murro na mesa, diante dos outros, da minoria branca, aqui no Capitólio em Washington DC, dizendo-lhes, que África do Sul, era um país de maioria negra, e que punhado de 10 por cento, de brancos, não tinham o direito de infernizar os negros, na sua própria terra, razão pela qual, o regime sanguinário do apartheid, soltaria Mandela, mais cedo do que se esperava.

Logo, a mim já não me admiraria, se os EUA, de um momento para outro, despejarem o regime sanguinário e verdadeiramente corrupto, do Casuno, em Luanda, sem prejudicar a manutenção do embrião da democracia Angolana.

Se for provado, pela justiça Americana, tal como tudo indica que assim será, tendo em conta a existência da famosa mansão de Maryland comprada pelos Lourenço, aqui nos EUA, e, que todos se lembram, quando a trouxemos em Asta pública, de cujo os milhões de dólares Norte Americanos, investidos nessa mansão, os Lourenço certamente nunca conseguiriam justificar, quando tudo indica, que JLO, assaltou, tais milhões, dos cofres do estado Angolano.

 Numa altura, em que em Angola, as pessoas estão a comer nos contentores do lixo, razão pela qual, JLO, agora seu futuro certamente, estaria nas mãos dos procuradores Americanos, que continuam a compilar o complexo processo criminal, do ditador, Lourenço, sua mulher Ana e associados.

Logo, aqui agora parece repousar, claramente o fim da picada, da metáfora, ou do estribilho, do ditador Angolano, general, Lourenço, que se esconde ali em Luanda, onde agora, corre o risco, de um dia como hoje, ser invadido por alguma soldadesca Ocidental, por aí, se JLO, refilar, logo, rapidamente capturado, por transformar, o governo de Angola, como uma organização criminosa, ou de malfeitores, claramente apoiada, pelos Libaneses, terroristas, do Hezbollah.

De cuja, a guarida é dada tranquilamente, pelos Laborinho, Pitta Grozes, Paulos de Almeidas, Cerqueiras, etc, que o digam, a criação de esquadras inteiras, da policia nacional Angolana, ali em Luanda, que se encarregam, apenas e só, para defender os interesses dos terroristas Libaneses do Hezbollah em Angola.

Razão pela qual, JLO, em breve certamente, cairá numa copiosa e brutal desgraça.

Por Orlando Fonseca Miami Sul da Flórida EUA

Tag:

Artigos Relacionados

- --